sábado, 14 de abril de 2012

Visceral?

Mudei um pouco,
Mas há algo que permanece intacto,
Tu permaneces vivo aqui,
Circulando por todo meu ser,
Em cada pulsação,
Em cada pensamento.

Um comentário:

Thaís Surgik disse...

Belo texto!
Principalmente o título!
Boa semana