sexta-feira, 10 de julho de 2009

Papel

-Estou me sentindo como um papel-ela confessou.
-Papel?
-Sim,um papel rabiscado,cortado.Por favor,me jogue no lixo?
-Esta louca?
-Não apenas estou cansada da minha própria hipocrisia.
-Você é um papel mesmo.
-Que bom que concordou comigo.
-Você é o papel em que quero escrever minha historia.
-Por favor,não se esqueça da borracha.Caso me rasure é só apagar.
-Não vou precisar de borracha,pois não vou me arrepender de escrever ela com você.Aceita ser minha papel?
-Escreva-me sua historia mais interessante.
-Posso resumi-la?
-Faça como quiser.
Então ele arrancou uma folha de seu caderno velho,e escreveu com uma letra grande e formosa: Você.

5 comentários:

Bruh.ma disse...

Eu amo o que vc escreve!! ^^

=*

Bleeding Angel disse...

Q bonito Maura!
Vc escreve mto bem, meus parabens.
bjos

Beatriz Medeiros disse...

Liindo *-*

lydia. disse...

GOD! simples e curto. AMEI. belo, muito belo (:

RAFAELA disse...

carãan tu tem o dom são mara suas histórias!