sexta-feira, 25 de setembro de 2009

A Loja

Então eu dobro a esquina, atravesso aquela rua tão movimentada tantos carros passando em frações de segundos, alguns em uma pressa que não os levariam longe se é que os levariam a algum lugar. E assim que me concentro de novo no meu objetivo, percebo que lá esta ela, aquela lojinha, onde faço compras mensais.
A vitrine estampada de fotos de pessoas normais, mesmo aquele recinto não tendo nada de normalidade. E neste lugar que eu encontro o que mais tenho comprado, o meu produto dura há cerca de 48 horas, então compro dois potes sempre que apareço, mas deixemos o produto de lado, quero lhes contar como é sua aparência. Por fora é verde-limão, uma cor que dá ênfase ao logotipo branco, chamando atenção de quem passa por aquela rua. Foram essas cores vibrantes que me davam uma impressão de alegria, que me incentivaram a entrar pela primeira vez naquele estabelecimento comercial inusitado. Neste exato instante estou parada diante da lojinha,observando-a em silêncio.E a porta de madeira pintada em marrom-avermelhado, com uma pequena placa escrita aberto, em um simples papel com uma letra formosa, é tão convidativa que me faz aumentar meu entusiasmo a cada segundo.
É hora de entrar, subo os dois degraus que antecedem a porta e impulsiono a maçaneta em um movimento para baixo, a empurro e então vislumbro o meu cenário ideal.
Lá esta as prateleiras abarrotadas de vidrinhos, dependendo da seção é o conteúdo que o recheará. No cantinho estavam as cestinhas de compras, apanhei uma e sai em disparada, como uma criança que corre para o abraço esperado. Agora sim... Posso ver o meu desejo de consumo, agarro o frasco em que há uma etiqueta com a seguinte palavra em negrito - FELICIDADE. Era como se aquilo matasse minha sede. Um desejo concretizado, no ar deixa um cheiro de vitória, um gosto bom de recompensa, de toda aquela minha persistência, todo meu dinheiro se vai em um frasquinho tão pequeno e caro, mas mesmo assim não há o que estrague este instante tão magnífico, minha auto-estima se eleva em um pico tão alto, e isto que nem provei a cara felicidade que comprei.
Caminho em direção até o caixa, onde uma moça gentil e sorridente sempre me atende com muita educação.
- Vai levar só um frasquinho de felicidade?
- Sim.
- A sabedoria também esta na promoção, estamos fazendo queima de estoque.
- Sabe como é...esses sentimentos são tão caros, e todo meu dinheiro esta aqui.
- Obrigado pela preferência, volte sempre.
Então sigo meu caminho de volta para casa, louca para experimentar minha felicidade.

4 comentários:

Renan Sparrow disse...

Que legal cara, gostei dessa história.
QUem dera se realmente pudessemos comprar felicidade :)

www.renansparrow.blogspot.com

dimhr12 disse...

Deixo meu comentário aqui, já que não pude escrever um recado no teu orkut. Tenho 3 coisas principais pra dizer:
1. Guria, tu escreve muito bem! Parabéns mesmo! Eu, leitor de muita experiência que sou, gostei bastante do que tu escreveu. É um texto simples, e ao mesmo tempo sofisticado, completo nos seus detalhes; e tu fala naturalmente de sentimentos, coisa que até hoje estou tentando sem muito sucesso.
2. Não jogue seus sonhos fora. Eu fiz isso uma única vez. Não me arrependo, pois assim percebi que é errado e não devo fazer mais isso, mas se pudesse voltar atrás sabendo tudo que sei hoje, teria feito diferente. E concordo contigo: Corações deviam ser revestidos de elástico.
Sobre a batalha entre o lado realista e o sonhador, o melhor seria se o teu eu-verdadeiro, pegasse o que há de melhor no teu eu-sonhador e no eu-realista, e unificasse. Esse eu, seria um eu realmente completo.
3. Eu sou curioso demais... Se tu não se importar em responder, eu queria saber como foi que me achou no orkut :P

Megumi ~ disse...

Acabei de ler, e não sei o que dizer. Amei mesmo o texto, mas não quero parecer aquelas pessoas fúteis que comentam qualquer porcaria -_- Felicidade x Sabedoria, hmm? Acho que falta sabedoria às pessoas hoje em dia, mas o que importa nessa vida, ao menos para mim, é ser feliz, então acho que também escolheria a felicidade, se fosse possível.

cariocax disse...

Excelente historia nice nice

É de graça , não use drogas e faça muito sexo:

BLOG>>>> http://cariocax.blogspot.com/ e

twitter>>>> http://twitter.com/cariocaxblog