domingo, 20 de fevereiro de 2011

Pra Sempre

Acho ridículo quando vejo algumas pessoas dizendo que irão se amar pra sempre. “E viveram felizes pra sempre” é uma frase bonita no final dos contos de fadas. É tudo perfeito, com final feliz porque é de mentirinha. No andar da carruagem o para sempre se desfaz. E toda aquela eternidade vira cinza. Mas nos contos de fadas é omitido o depois da união de um casal, não constam as brigas, as cicatrizes. O reino acaba passando por crises econômicas, as princesas criando rugas, algumas se tornam amargas e os príncipes deixam de ser cavalheiros.

O tempo querendo ou não age sobre nós. Vamos mudando, entrando em novos ciclos, algumas escolhas se modificam principalmente as amorosas. Creio que o pra sempre seja muito pesado e cansativo, por isso dispenso promessas que não posso cumprir. O meu pra sempre é sempre agora. Enquanto perdurar o sentimento em mim é eternidade.

3 comentários:

Cris Prates disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cris Prates disse...

O que tu escreveu tem um grande fudo de realidade e verdade, mas nem só de realidade vivemos. O melhor é quando acreditamos (ou fingimos que acreditamos) que o para sempre existe. Porque aquele momento, aquele intante de sentimento traz isso, nos tranmite isso...se não que graça tem começar algo prevendo o fim? Ou que seja, não sejamos tão drásticos, não estamos prevendo o fim, mas levando o corpo e a alma até um linite determinado pela razão...
bjs flor...

Luisa disse...

O que as pessoas não entendem ainda é que a imperfeição pode se encaixar em nossas vidas de um jeito tão único que, pra nós, é o perfeito.
Contos de fada não existem, porque ninguém é feliz pra sempre, mas dá pra ser feliz do nosso jeito, humano,imperfeito.

Gostei muito do blog. Vou passar a ler.